terça-feira, 7 de maio de 2024

Brisas doces*

 Venho deixar um abraço e agradecer a todos que se têm preocupado com o estado de saúde do meu marido.

A recuperação vai demorar, um dia a seguir ao outro, uns melhores, outros piores, mas tem de ser.

Deixo-vos um miminho que me foi enviado, faz anos, por um amigo muito querido (Eduardo Aleixo) que já partiu em direcção à luz.




Espero que gostem :)

A todas as mães que por aqui passaram, que tenham tido um feliz dia da Mãe.


Brisas doces***

maria loBos

quarta-feira, 10 de abril de 2024

Até mais logo

"Eu seiQue a vida tem pressaQue tudo aconteçaSem que a gente peçaEu sei.
Eu seiQue o tempo não páraO tempo é coisa raraE a gente só reparaQuando ele já passou"
( Mariza, o tempo não pára)

Deixo-vos aqui um pouquinho da letra, deste fado que gosto muito.
Por motivos de saúde do meu marido, vai ter de fazer uma intervenção cirúrgica ao coração, vou estar ausente por uns tempos.
Deixo brisas doces para todos.
Cuidem-se.**

terça-feira, 2 de abril de 2024

Nas ondas da tua língua

 ...Das falésias do


teu desejo

Me lanço doida no mar dos teus beijos.
E feliz me afundo docemente
nas ondas da tua língua...

maria loBos

Deixo aqui este recado, que já escrevi faz anos.
É para uma amiga muito "doida" que nos seus 70 anos, se voltou apaixonar.
Costuma andar por aqui "escondida" e sei que este é um dos seus preferidos.
Como ela diz : Ainda é muito cedo, para ser tarde demais.
Minha querida B* sê muito doida*
Brisas doces **

domingo, 17 de março de 2024

Outros Sentires

 

Na Faixa de Gaza, entre Outubro e final de Fevereiro morreram, pelo menos, 12.300 CRIANÇAS.

"Por que foi que cegámos, Não sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão, Queres que te diga o que penso, Diz, Penso que não cegámos, penso que estamos cegos. Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão", José Saramago- Ensaio sobre a cegueira

"Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu fizeram-no de carne e sangra todo o dia", José Saramago- A segunda vida de Francisco de Assis

Deixo abraço e brisas doces*




sexta-feira, 1 de março de 2024

Janela


Meu coração é um pássaro.

Todos os dias voo em direcção à tua janela.

Mas tu partiste.

.........................                    .........................


A tarde está dourada, a minha alma serena

Da minha janela, olho para a tua agora fechada.

Vai longe o tempo, em que todas as tardes a abrias para acenares e sorrires,

As estações  passam e o mundo sem esperar se veste de novo e as lembranças,

contra minha vontade, começam a perder o viço.

Tento adivinhar o silêncio guardado entre as paredes 

que seguram a janela que foi tantas vezes primavera.

Tu partiste, mas eu teimo em acreditar que está próximo o dia 

em que a tua janela se vai abrir e deixar sair todos os segredos enterrados na poeira do silêncio.

Quero tanto que as tardes voltem a ser douradas, na certeza que no final do inverno, vem a primavera

colorindo tudo e tu, da tua janela,

voltas a sorrir e ser sol.


A janela continua fechada.


Abraço e brisas doces **

maria loBos

domingo, 24 de dezembro de 2023

Boas Festas


Olá gente boa :)
Ainda se lembram de mim?
Venho aqui num saltinho para vos desejar nesta época, mãos cheias de bem querer.
Mãos noutras mãos para segurar, ajudar, e encherem de carinho quem está ao nosso lado a precisar de um abraço, de um conforto.
Que assim seja o Natal.
Mãos cheias de bem querer para todos****

Bom ano 2024*

Brisas doces 
maria loBos

domingo, 28 de maio de 2023

Grande Metragem




Sempre me imaginei, criadora de mil cenários

criando sonhos, no palco da vida,

Tentando inventar e realizar espectáculos, 

onde cada dia fosse uma bilheteira cheia.

A conseguir fazer brotar do impossível, 

a vontade de nunca deixar de acreditar em finais felizes .


maria loBos

*

Hoje faço 63 anos, muitos kms de fita separam estas fotografias.

mas a vida é um um grande espectáculo, haja aplausos.

Parabéns para mim **

(a pneumonia continua)

quinta-feira, 11 de maio de 2023

Brisas Doces

Imagem NET (créditos: MD)

Olá gente boa.

Estou hoje aqui para "descansar" algumas pessoas de bem querer, que acham estranho eu não ter publicado mais nada, nem aparecer nos seus cantinhos.

Por vários motivos (muitos) sendo um deles estar com uma pequena pneumonia, não tenho ânimo para publicar. Tenho de estar bem para vos deixar algo.

No entanto, sempre que a vontade aparecer, irei com carinho até alguns de vós.

Por consideração a todos, achei que devia deixar aqui este recado.

Fiquem bem e brisas doces e perfumadas para todos.

maria loBos




segunda-feira, 17 de abril de 2023

Por Outras Palavras

 ...

" Essa dúvida dos incêndios

arrefece-me a pele. Também o arco-íris se transferiu para a minha cabeça.

Arquitectos respiram os edifícios do meu sono.

Subo pelo coração morto de júbilo carregando uma candeia extinta.

O simples é simples.

Viver é outra coisa."

Joaquim Pessoa

...

Morreu hoje Joaquim Pessoa. Deixa mais de 30 livros publicados e poemas que fizeram as mais belas canções. Temos o conforto que um Poeta nunca morre.

De tantos poemas que escreveu e que eu tanto gosto, tais como "Amélia dos Olhos Doces", "Lisboa, Menina e Moça", " A Tua Boca", " Houve uma Ilha em Ti", tantos  e tantos, escolhi este que aqui vos deixo, que copiei do livro,  Por Outras Palavras, que guardo com carinho e com a dedicatória deste grande poeta.

Viver é outra Coisa, tu sabias Joaquim Pessoa****

Abraço e brisas doces ***

maria loBos

segunda-feira, 10 de abril de 2023

Olá gente boa.


E cá estou eu.

Como diz o ditado "quem é vivo, sempre aparece" ... (às vezes não é assim ).

Estes tempos, têm sido muito intensos. De coisas muito boas e de outras tantas, menos boas.

Assim sendo, nem sempre consigo encontrar vontade de aparecer nos sítios que me são coração.

Gosto de chegar ao Parapeito, e aos vossos cantinhos, leve e solta  para deixar brisas doces e não tarda é o que irei fazer.

A todos aqueles que me desejaram uma boa Páscoa, agradeço e retribuo.

Não fiquem a pensar que estou mal, nada disso. Só estou um pouco mais metida comigo mesmo.

Quem me conhece sabe que eu tenho destas fases :)

Mas eu vou sempre querer que o meu coração dance aos pulos enquanto a minha alma sorri.

Abraço e brisas doces **

maria loBos

domingo, 5 de março de 2023

Outros Sentires

 "A eternidade, sabes? 

Tem dois sentidos:

Um, é este gesto de existir,

o outro, o abraço que te dei."

*

Vieira Calado

*



Hoje tomei a liberdade de publicar este maravilhoso e nostálgico poema de Vieira Calado.

Faz anos que o visito, e desde esta última publicação em 2022, que não publica nada no seu blog.

Estranho o seu silêncio, e não creio que tenha deixado os seus blogs, sem nada dizer. 

Intimamente, desejo que a sua ausência não seja por nenhum motivo grave. Alguém sabe dele?

Deixo abraço e brisas doces*


maria loBos

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2023

Somewhere

 Olá gente boa :)

Quero agradecer as mensagens que alguns deixaram com a preocupação da minha ausência, mas não se preocupem, que eu tenho por hábito voltar sempre aos sítios onde sou feliz. Posso às vezes demorar um pouco mais, mas nunca deixarei o Parapeito, sem avisar,

Como faço sempre, vou passar  pelos vossos cantinhos que me são coração.

Deixo-vos aqui uma das " minhas " músicas" com um abraço e brisas doces**

maria loBos

*

" Algum dia

Em algum lugar

Vamos encontrar uma nova maneira de viver

Vamos descobrir que há uma maneira de perdoar

Em algum lugar

Algum lugar

Há um lugar para nós

Uma hora e um lugar para nós" 




sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Outros Sentires

 

— Dói-te alguma coisa?
— Dói-me a vida, doutor.
— E o que fazes quando te assaltam essas dores?
— O que melhor sei fazer, excelência.
— E o que é?
— É sonhar.

Mia Couto

Nestes tempos tão complicados, onde o desânimo muitas vezes nos veste a alma, que consigamos ter sempre a capacidade de sonhar.
Abraço e brisas doces para quem passa por aqui ****
 
maria loBos

sexta-feira, 23 de dezembro de 2022

Reflexão

 



Neste momento que o mundo atravessa, e vivendo muitos de nós esta quadra natalícia, tenho para mim que esta mensagem toca no mais importante que devia acontecer em cada Natal e ao longo da vida.
Não nos preocuparmos só com a nossa felicidade, mas com a dos outros também. 
A todos aqueles que passam no Parapeito, deixo um abraço cheio de brisas doces (daquelas que engordam a alma e adoçam o sorriso).

maria loBos

P.s: Depois desta quadra, vou passar pelo cantinho de todos vós.

terça-feira, 29 de novembro de 2022

Pedido

Gosto amor 
quando fazes esse riso safado 
e a tua voz se adoça 
ao pedires que abra mais o decote 
com o pretexto de veres melhor 
o meu coração. 
 

*

Foi a 29 de novembro de 1981 que disse sim para o melhor e pior. 
São 41 anos de uma grande caminhada, umas vezes lado a lado, outras vezes mais à frente ou mais atrás, mas sempre com a certeza de um esperar o outro, para continuar a fazer acontecer. 
Desde que conheci o meu "maridu" até ao nosso casamento foram seis meses. 
Diziam que tinha sido amor à primeira vista, eu brincava e dizia que tinha sido antes amor sem vista.
Não havendo nenhuma fórmula mágica para partilhar a vida ao longo de tantos anos, tenho para mim, no nosso caso, ter aprendido e ter aceite cada um de nós com as nossas coisas boas e as menos boa e conseguir não deixar de gostar de gostarmos. Esta publicação é para o meu maridU*.
Foi escrita faz alguns anos e aqui publicada, mas continua tão actual que a partilho de novo.
(e aqui que ninguém nos escuta: isto também ajuda muito, venha lá mais um dia :) ) 

Abraço 
Brisas doces.

maria loBos

domingo, 6 de novembro de 2022

Sou de Vidro



Meus amigos sou de vidro 
Sou de vidro escurecido 
Encubro a luz que me habita 
Não por ser feia ou bonita 
Mas por ter assim nascido 
Sou de vidro escurecido 
Mas por ter assim nascido 
Não me atinjam não me toquem 
Meus amigos sou de vidro 

Sou de vidro escurecido 
Tenho fumo por vestido 
E um cinto de escuridão 
Mas trago a transparência 
Envolvida no que digo 
Meus amigos sou de vidro 
Por isso não me maltratem 
Não me quebrem não me partam 
Sou de vidro escurecido 

Tenho fumo por vestido 
Mas por assim ter nascido 
Não por ser feia ou bonita 
Envolvida no que digo 
Encubro a luz que me habita. 

Lídia Jorge

**

Um dos motivos que me faz teimar em continuar por aqui, é umas vezes o prazer, outras a surpresa ou o bem querer de entrar na casa de cada um de vós.
Gosto que as vossas palavras me aconcheguem ou me despertem para outras realidades e sentires.
E quando chego e vejo excelentes escritores, muitas vezes esquecidos, acho sempre que vale a pena andar por aqui.
Foi o que aconteceu quando estive no blog da Emília Pinto.
Encontrei um poema belíssimo que não conhecia da nossa escritora Lídia e lembrei-me de um outro dela que já li faz algum tempo e que mais recentemente ouvi na voz da Mísia.
Espero que gostem.

Brisas doces**
maria loBos

sábado, 22 de outubro de 2022

Outros Sentires

 

 

Li este poema faz muitos anos.

Gostei e escrevi-o no moleskine que trago sempre comigo para guardar algo que me chame atenção.

Passados alguns anos a minha filha Ana leu-o e achou por bem juntar um desenho que na ideia dela se ajustava ao poema.

Passados mais uns anos eis que eu o volto a ler e achei que o devia partilhar.

Não conheço a obra da escritora, daí não saber de que livro é este poema.

Gostei dele quando o li numa revista, guardei-o e hoje deixo-o aqui com um abraço e brisas doces**


maria loBos









quinta-feira, 6 de outubro de 2022

Para Sempre


imagem google


A vossa presença,

o cabouco.

As vossas palavras,

as paredes. 

O vosso amor, meus amores,

o telhado do meu coração.

 Para sempre*

 

maria loBos

 

*Estas palavras vieram-me ao pensamento, enquanto olhava para o meu neto Lourenço, que dormia agarrado à minha mão. O meu amor sem tamanho para ele, Duarte, Manel, Alice e Laurinha.

 

brisas doces

terça-feira, 13 de setembro de 2022

Outros Sentires*

 

Imagem google

 

É Necessário

"É necessário abrir os olhos e perceber
que as coisas boas estão dentro de nós,
onde os sentimentos não precisam
de motivos nem os desejos de razão.
O importante é aproveitar o momento
e aprender sua duração,
pois a vida está nos olhos de quem sabe ver"

 Gabriel Garcia Marques

                              ***

Penso ser preciso, cada vez mais estar atento.

Nestes tempos tão conturbados, tão carregados de desânimo, não podemos fechar os olhos, nem trancar a porta do coração.

Temos de manter o calor da esperança e fazermos florescer todo o bem que está dentro de nós.

Abraço e brisas doces para todos **

 


terça-feira, 2 de agosto de 2022

A minha serra

 O fumo negro engole o azul do céu

                                                           A serra grita vermelha de agonia

                                                                                                                 Os homens erguem os braços quebrados de cansaço e desespero 

                                                      mais e mais e mais uma vez.



O lado pior de alguns homens, que sem compaixão lançam o fogo que tudo consome.

Vale-nos a coragem  do lado bom de muitos outros homens.

Bem-hajam*

maria loBos



sexta-feira, 1 de julho de 2022

La Petite Fille De La Mer ( Vangelis )

Olá gente boa :)

Cheguei um pouco mais cedo e agradeço a vossa passagem no Parapeito e os parabéns que deixaram.

Deixo Vangelis  com este vídeo que gosto muito.

Tentem ver até ao fim e deixem se levar pela imaginação.

Para mim nostálgico, mas que não me faz perder a esperança de que todos nós podemos colorir a nossa vida.

Com abraço e a garantia que vou passar pelos vossos cantinhos .

Brisas doces **


sábado, 28 de maio de 2022

Botão

Imagem Google




"Tão pequena como um botão". 
Foi o que a minha mãe disse, quando me viu pela primeira vez. 
Faz hoje 62 anos.

Botão pode parecer um pouco estranho, mas hoje pensando bem, até que não foi mal escolhido. 
Pensem para que serve um botão. Por exemplo, ajustar as roupas ao corpo. Eu ao longo destes anos, bem me fui ajustando.

Deixo abraço, com uma pequena ausência.

Brisas doces para quem chegar.

maria loBos

domingo, 15 de maio de 2022

Maio de 1972

 

Pixabay


Mãe é para mim uma tábua,
uma tábua de salvação,
a quem eu quero mãezinha
do fundo do coração.
Ás vezes sei que sou brusca,
mas é o meu modo de ser
Mas sempre de si gostarei,
enquanto eu viver.
Temos de saber desculpar
aqueles dias de mau agouro
Porque a mãe para mim vale
muito mais que todo o ouro,
E quando a mãe partir
sem o seu amor ficarei...
mas acredite querida mãe
Que sempre sempre a amarei.


maria loBos

 *

Este texto meio "apoemado" foi  um miminho  para o dia de aniversário da minha mãe.
Tinha 12 anos e lembro-me que tentei fazer umas quadras porque a minha mãe gostava muito.
Mas não correu muito bem e então deixei assim.
Lembro ela ter dito algo do género : Não tinhas nada mais alegre para escrever no meu dia de anos?"
Ao menos não se importou que não fossem quadras .
Hoje é o dia do aniversário dela,
Gostava de papoilas e girassóis.
Ficam as papoilas.
Brisas doces*

 

quinta-feira, 21 de abril de 2022

Está Aí Alguém?

 


 

Ai como grita o silêncio

e faz eco nas paredes das casas mortas.

A terra lavrada em socalcos de medo e sangue.

As árvores esventradas sem nome e sem ninhos

E o sol negro queimando o que resiste.

O tempo afogou-se na enchente da agonia.

Nem vozes, nem passos, nem luz.

Só um corpo se arrasta pela estrada nua,

de alma rasgada, 

mas a sua voz teima por entre os escombros,

 Está Aí Alguém ?

                            Está Aí Alguém?

                                                      Está Aí Alguém? 

 

 maria loBos*

 

Podem achar que a fotografia não tem nada a ver com o texto.

Foi de propósito.

Quero deixar um sinal de esperança, pois acredito que apesar de toda a tragédia que nos rodeia, vamos sempre encontrar uma estrada que nos vai levar a bom caminho.

(foto da filhota mais nova)** 

quinta-feira, 24 de março de 2022

Desa(pegando)

 

(Imagem google)


Da minha boca quero que saiam só palavras de alma...

Mas tenho medo de minha alma ir toda embora, fugir

-Menina, alma não foge, 

alma tá dentro.

A gente é que foge dela.

            Pegando

                         minha 

                                  alma

                                         de volta.

                                                *** A.P.L.B.

 

Voltei com este momento escrito por a minha querida amiga Ana (do Brasil).

Agradeço a todos os que notaram a minha ausência e as mensagens de carinho.

Mais um virar de página, acreditando que o pior já passou.

Saindo do Parapeito vou matar saudades dos cantinhos que me são coracão

Brisas doces para todos.

maria loBos.

 

terça-feira, 5 de outubro de 2021

Sê firme



"Chorei 
Mas não sei se alguém me ouviu 
E não sei se quem me viu 
Sabe a dor que em mim carrego e a angústia que se esconde 
Vou ser forte e vou-me erguer 
E ter coragem de querer 
Não ceder, nem desistir eu prometo" 

 *** 

Provavelmente há pessoas que não apreciam esta "união". 
Pessoalmente adoro Mariza e gosto muito deste trabalho dela e do Boss AC. Tem uma mensagem cortante mas também de esperança e força. 
Tristemente há pessoas a viver esta situação, que embora possam estar rodeadas de pessoas, estão sozinhas. 

Fiquem firmes ❤ 
Brisas doces para quem passar* 

 maria loBos

quinta-feira, 12 de agosto de 2021

" Outros Sentires "

" Filha, lembras-te do tempo em que eu passava tardes e tardes costurando? 

- Lembro-me, mãe. Éramos tantos filhos, tantas roupas... 

- A maior parte das vezes eu só fingia que costurava. 

- Fingia? Fingia para quê? 

- Os homens não gostam que as mulheres pensem em silêncio. Ficam desconfiados... 

- Assim, enquanto eu costurava, o seu pai não suspeitava que eu pensava... Os meus pensamentos viajavam por todo o lado... Nesses escassos momentos, eu, Constança, era mulher sem ter que pedir licença, existindo sem ter que pedir perdão." 

Mia Couto, in 𝘖 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘰 𝘱é 𝘥𝘢 𝘴𝘦𝘳𝘦𝘪𝘢 
Imagem de Alexey Mikhailovich Gritsay (Rússia, 1914-1998) 


Ainda muitas mulheres se calam....fingindo costurar seus retalhos da vida. Gosto muito de Mia. Espero que também gostem. 

Deixo abraço e brisas doces para quem passar *** 

maria loBos

quarta-feira, 26 de maio de 2021

Quem quer ser criança?

 

imagem do google

Quem quer ser criança?


- Quem quer ser criança, que levante o dedo.
- Eu quero! - E levantei.
- Você não tem idade para ser criança.
- Eu sei! Mas pendurei um baloiço de dentro dos anos que tenho;
uma das cordas prendi-a ao tempo que já vivi,
a outra atirei-a até onde o sonho alcança,
todos os dias baloiço,
todos os dias sou criança.

Nuno Higino. In. A Trote e a Galope

***

Pois é gente boa, desde o último recado, onde dava a boa nova que tinha mais uma neta, muito tenho andado de baloiço.
Sempre que estou com o Duarte, o Manel, a Alice e a Laurinha não me canso de ser criança, e agora vem mais um rapazito a caminho que vai ser o bebé da mana Alice.
Sei que tenho por aqui avós e avôs pelo que tenho a certeza que também não se cansam de andar de baloiço! Bora lá ser criança!!
Abraço e brisas doces*
(eu vou aparecendo )*


maria loBos

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Vida


Klimt 



- Mãe! O mundo é mau,
Torna a flor num lodo
E um pássaro num verme,
E eu não sabia...


- Filha! Semeia flores no lodo,
Empresta o teu canto ao verme.
Se as tuas mãos continuarem puras
E meigo o teu coração,
Acredita que o mundo é belo.
E saberás!

Matilde Rosa Araújo


***************************


Hoje foi um dia em que fui feliz a "dobrar".

A minha neta Laura faz hoje uma semana que veio ao mundo.

A minha neta Alice, festejou hoje, cheia de genica e alegria, os seus 3 anitos.

Eu, com 60 anos, festejo a bênção de ter dois netos e duas netas , que sei que vão crescer protegidos e rodeados de amor, 

Que maravilha que era todas as crianças poderem semear no lodo, e acreditarem que o mundo é belo!


maria loBos


segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Nascente

Não,

Não queiram que eu seque!

Eu teimo 

Em ser Nascente!



* Cada vez mais se vai perdendo a força, a vontade de acreditar, seja no que for. Temos de teimar para conseguir. Ser água que transborda das suas margens, Árvore que levanta alto os seus ramos, Grito de esperança que voa longe, sem saber para onde, mas com a certeza que lhe vão nascer asas. Eu teimo em ser Nascente.


maria loBos*

sábado, 12 de dezembro de 2020

Eduardo Aleixo

(Fotografia: Eduardo Aleixo)


*
*

O bom Eduardo Aleixo, partiu para a grande viagem.
Vou guardar num cantinho do meu coração, a sua voz serena, o seu sorriso doce e maroto e as suas palavras tão simples e cheias de tanto, que me enchiam a alma.
Bom Eduardo, passaste finalmente o cabo das tormentas. Boa viagem bom amigo, que brisas doces e "azulis" te façam companhia.
Da lobinha, como tão carinhosamente me chamavas, um inté *****

 

domingo, 5 de abril de 2020

"Que a dor dos outros, não nos seja indiferente"

.
.
.
"Que a dor dos outros, não nos seja indiferente"
.
Abraço e por favor, não desesperem*

domingo, 15 de julho de 2018

Começou o Sonho

Do ventre do amor
floriu a mais linda promessa
de vida.
Alice
Começou o Sonho
Que cresça sem amarras
a descobrir um futuro
cheio de luz.
**
Faz de facto  muito tempo, que não coloco nenhum recado no Parapeito.
Desculpar-me com falta de tempo, falta de recados para deixar ,pode ser motivo.
Mas hoje deixo uma boa nova.
De novo o meu coração , está cheio de alegria e gratidão,pois tenho a ventura de ter mais um amor grande , grande para abraçar e amar. 
Brisas doces para quem vier ao Parapeito***

maria loBos


segunda-feira, 17 de julho de 2017

Menina Heloísa

Eu sei
Que a vida tem pressa
Que tudo aconteça
Sem que a gente peça
Eu sei

Eu sei
Que o tempo não pára
O tempo é coisa rara
E a gente só repara
Quando ele já passou

Não sei se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo que me dê mais tempo
Para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui

Cantei
Cantei a saudade
Da minha cidade
E até com vaidade
Cantei
Andei pelo mundo fora
E não via a hora
De voltar p'ra ti

(Mariza - O tempo não pára)





**

Sei, que vai passar por aqui.
Aqui lhe deixo, um poema fantástico numa voz também fantástica.
É bom conhecermos alguém que nos é brisa doce.

Um abraço grande e até breve!
Gosto de conhecer novas pessoas, principalmente, quando nos enchem a alma e adoçam o sorriso :) **

maria loBos

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Antes silva do que amora

Amora não, que essa, todos com mil cuidados colhem,
em festins de gula e se lambuzam.
Antes silva, pois que não se rende nunca.
Brava se vira e revira, se agarra com afinco à pele,
ferrando e rasgando com seus espinhos.
Nem cortada, nem mesmo seca se rende.
Sempre em desafio pronta para se defender.
O fogo é o seu maior inimigo, mas mesmo em agonia,
estala, chicoteia e grita.
Antes silva do que amora, que a essa todos procuram.
E um aviso aqui deixo:
Mesmo cortada e queimada, se não tiver sido arrancada pela raiz,
de novo será silva!

***
Brisas doces para todos,
maria loBos

domingo, 2 de outubro de 2016

Um mais Um

No amor, um mais um
é igual a um *

J.P.Sartre.

Apesar de andar meio arredada do Parapeito, não quis deixar de partilhar com alguns amigos que sei que passam por aqui, o meu neto Manuel.
Já tinha o Duarte, amor grande, grande e de novo voltei a sentir esse amor que é tanto, tanto que não
 tem tamanho.
Gostar é partilhar...
Brisas doces para os que aqui chegarem ****

domingo, 3 de julho de 2016

Houve um Tempo

Houve um tempo, em que os dias corriam tranquilos e brisas doces
beijavam os nossos rostos. Tudo era calmo e simples.
As horas passavam a dançar e nós serenos e leves,
escutávamos o bater dos nossos corações. Tudo à nossa volta eram promessas a florir e dos nossos olhos brotavam flores,
que voavam em direcção às nascentes frescas dos sonhos. Houve um tempo em que a ternura era urgente e os braços não eram poupados aos abraços. Hoje trepo ás memórias desse tempo e sinto a saudade escarpada no peito. Fecho os olhos, nesta ânsia de guardar bem fundo, cada vez mais fundo , esse tempo,que foi um tempo, em que os dias corriam tranquilos e as brisas doces nos beijavam os rostos.

maria loBos *

foto  Josephine Wall

sábado, 5 de dezembro de 2015

Rouxinol



Um rouxinol dos caniços, descansa nos meus olhos.
Eu acordo com um rio na voz.
Sereno e caldoso,
parto em direcção a outros rios para juntos fazermos mar.
Cai a noite, eu já vestida de espuma e abraçada às ondas,
sei que o pequeno guardião dos rios,
vai cantar belas melodias de amor e saudade, até amanhecer.
Canta pequeno rouxinol dos rios, canta,
para que a minha garganta seja de novo nascente.

maria loBos*

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Meu tanto


Coisas do meu tanto *

-Qual é coisa qual é ela, que de dia brilha, e à noite vai dormir?
-Hummm, és tu mãe!
A resposta era o sol, mas o meu rapazito ganhou mil beijos e abraços e a mãe um sorriso parvo na cara.
*
-Duarte como foi a escola?
-Olha mãe o judo não foi nada bom.
-Então mas dizias que era só cambalhotas, e que gostavas muito.
-Sim, mas hoje atiraram-me ao chão e assim as míudas não batem palmas.
Assim não dá!
*
-Avó Tété a minha mãe tem um pássaro ao pé da orelha!
-A sério? que pássaro?
-Acho que é um filho de andorinha ou gaivota, é origami e qualquer dia voa!
*
-Duarte chega a casa da escola e diz:
-Mãe arranja-me tremoços por favor, é urgente.
Estou a morrer de fome e a precisar de ver televisão.
*
-Mãe a KiKi está na minha mochila, não quer que eu vá â escola.Vou ficar em casa.
-Não. Vais para a escola!
-Olha mãe só uma coisinha, o pai natal está a ver-te!
Vai dar-te uma pedra preta!
*
-Duarte, um bicho mordeu-te aqui no braço.
-Pois foi mãe, foi uma cobra e uma aranha.
~mas eu sou forte e valente!
*
-Duarte estas a gostar das aulas de guitarra?
-Sim
-E não gostavas de aprender a tocar flauta?
-Não avó a flauta não dá para trazer ás costas!
*
-Avó Tété tens medo de dragões e monstros?
-Eu não tenho. Ataco eles com a minha espada, empurro para a casa de banho e puxo o autoclismo!
*
-Avó Tété o céu está muito muito alto.
-É assim tão alto, para as pessoas não agarrarem os aviões!
*
Para guardar num cantinho da alma.
Desculpem a minha ausência, mas tudo tem o seu tempo.
Abraço e brisas doces ****

sábado, 18 de julho de 2015

E Depois??


Primeiro o Espanto!
Depois...
O sentir a derrocada e
ficar esmagada nos escombros
dos sonhos,
quebrados a murros.
Depois...
Os gritos mudos...
que pintam de sangue
as paredes do doce lar.
Depois...
O entrar da noite
pelos olhos negros
que fingem que dormem.
à espera desalmada de uma nova manhã.
Depois...
Uma certeza!
Que o sol brilha!
e que vai dourar a pele
em tons de pesadelo.
Depois...
Primeiro...a derrocada...os gritos mudos...o espanto?
E depois?
E depois?

maria loBos

(Nunca a mão que esbofeteia e humilha volta acarinhar...Acredita)

***

Foi em 2008 que aqui coloquei este "recado". Infelizmente quando se vê nos meios de comunicação que os nossos jovens aceitam a violência entre  casais...dá para ficar com o coração ainda mais apertado...Afinal, para onde estamos a caminhar ?

Deixo aqui de novo este""" E Depois"... e não vislumbro boa resposta.
Brisas doces *****


terça-feira, 17 de março de 2015

Esperança

No canteiro , os chorões fecham-se devagarinho, embalados pela musica que foge da velha casa.
O sol já adormeceu, e as sombras do ocaso abraçam os muros caídos e as veredas esquecidas.
O murmúrio da terra apaga-se devagar ... e nada acontece. Só a música teima, só a música rasga o silêncio, 
só ela empurra o tempo, só ela insiste, e permanece,
porque ela é o eco da Esperança.

maria loBos ***

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Hoje

Hoje é um lençol de água que me cobre __________________________Só quando o sol do teu sorriso o secar, é que vou

 atrás das tuas palavras feitas arco-íris,____________________________________________

para finalmente chegar até ti e encher-me de cores.________________


maria loBos.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Eu Sei

Nos teus olhos aguados de ternura...
reflectem as estrelas
e do teu colo
voam pássaros de luz,
que levam lenços brancos ,
rumo ao cais.
Eu pronta para partir...
sem saber o que me espera,
fico serena , pois tu fazes-me
sonhar e a esperança se refaz,
porque  acredito,
que haja o que houver,
Tu vais estar,
quando eu voltar.

maria loBos