quarta-feira, 2 de julho de 2008

Canta canta amigo canta


Canta canta amigo canta/vem cantar a nossa canção
tu sozinho não és nada/juntos temos o mundo na mão

Erguer a voz e cantar/é força de quem é novo
viver sempre a esperar/fraqueza de quem é povo

Viver em casa de tábuas/à espera dum novo dia
enquanto a terra engole/a tua antiga alegria

Canta canta amigo canta/vem cantar a nossa canção
tu sozinho não és nada/juntos temos o mundo na mão

O teu corpo é um barco/que não tem leme nem velas
a tua vida é uma casa/sem portas e sem janelas

Não vás ao sabor do vento/aprende a canção da esperança
vem semear tempestades/se queres colher a bonança

Canta canta amigo canta/vem cantar a nossa canção
tu sozinho não és nada/juntos temos o mundo na mão

Letra e música de Tó Macedo
*
(Tanto que a cantei para a Sandrinha e para as mimhas filhotas...e elas ainda se lembram )***

(imagem google)

12 comentários:

Fernanda disse...

Obrigada por passar na minha rua..lol
Gostei bastante dos comentários que deixou e gostei bastante do seu blogue.

Vou voltar de certeza...lol

Até à próxima

© Piedade Araújo Sol disse...

eu conheço esta letra, mas não sabia quem era o seu autor.

beij

Uma estrela errante disse...

Bom dia com alegria,amiga minha.

Sinto...gosto...desta partilha...

Vamos continuar a cantar e a recordar momentos felizes...

beijocas fofas

Isa

Coragem disse...

Tantas foram vezes que me deliciei a cantar esta canção, faz parte da minha infancia, da minha vida.

Em menina não lhe dava o verdadeiro sentido. Ficava no ouvido e cantava.

Hoje a letra, reflete o verdadeiro sentido das palavras...

" Canta canta amigo canta/vem cantar a nossa canção
tu sozinho não és nada/juntos temos o mundo na mão"

Quero agradecer as suas amaveis palvras no meu blog, e fico feliz por ter deixado o caminho para este espaço tão agradável.

Beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, bela letra de bela canção...Espectacular...

tb disse...

Tanto que a cantei também! Tanto que gosto do seu significado. Tão distante anda de todos os que sonharam...:)
obrigada pela partilha relembrando uns tempos em que brotaram esperanças.
Beijo :)****

Paradoxos disse...

Agora que me encontraste não largarei o teu espaço pois é dos meus, daqueles de visitar e revisitar, sempre! Beijão terno!

João Videira Santos disse...

Há letras e canções que não envelhecem com o tempo, esta, é uma delas.

Jorge P.G disse...

Do tempo dos "baladeiros", esses novos trovadortes das esperanças nascidas um dia por um país melhor.
Lembro-me desta cantiga como se fosse hoje que estivesse a ouvir a voz(fraquinha) do intérprete, que acompanhei muitas dezenas de vezes. Ainda me lembrava da letra quase toda, nunca pensei...

Um bom fim-de-semana e os meus melhores cumprimentos.
Jorge P.G.

Nilson Barcelli disse...

Na época, toda a gente conhecia a canção e sabia a letra de cor e salteado...
Foi um grande êxito.

Bfs, beijinhos.

Bonecas da Filó disse...

Lindo, adorei a sua escrita.Beijinhos e boas férias se for o caso

Å®t Øf £övë disse...

Esta música é um verdadeiro hino, que faz parte da história de Portugal, e da sua cultura.
Bjs.