domingo, 9 de setembro de 2012

Cântaros de saudade


...É este o mar que enchi  com cântaros de saudade
é ele que me escuta e embala nos dias em que te espero...
disseste : Espera por mim...
E aqui estou..crente que vais voltar
Tanto, tanto mar..de esperança
quando te disse:
Eu sei que voltas...
continuo a encher o mar com cântaros de saudade
as marés vão e vêm...
Eu fico com a companhia das brisas, que amigas me fazem a espera azul.
*
maria loBos**



12 comentários:

mfc disse...

"Cântaros de saudade..."!
Que imagem poética mais linda!

Beijinhos,

tb disse...

às vezes a saudade fica assim em cântaros de azul...
beijinhos

Pedrasnuas disse...

Esperas em boa companhia...há em ti a esperança do regresso, por certo voltará! Beijinho

© Piedade Araújo Sol disse...

e que beleza de cores...

beijinhos meus

Nilson Barcelli disse...

A espera é mais doce quando existe a certeza do regresso.
Magnífico poema, gostei tanto...
Maria, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo e brisas azuis para ti...

Secreta disse...

Uma espera que parece interminável...

Lilá(s) disse...

Geralmente as esperas são dolorosas, junto ao mar será de certeza mais suave.
Bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

uma boa semana.
beijinho

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente poema....
Cumprimentos

Nilson Barcelli disse...

"E aqui estou..crente que vais voltar"...
Ou seja, reli com muito agrado este teu magnífico poema, mas esperava um novo...
Maria, tem um bom resto de semana, com boas brisas.
Beijinhos.

sérgio figueiredo disse...

tanto tempo afastado da blogosfera, ausência exagerada. a saudade do escrever, dos amigos, foi superior e decidi regressar...!!

magnifica foto. saber esperar, contemplando o mar... é encher cântaros de certeza de um chegar desejado...!!

joão marinheiro disse...

O mar sempre nos devolve o que é nosso...
Abraço