segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Ode



Peço-te
leva-me a sonhar as paisagens
pois aqui há um pouco de dor
que espera por mim em todo lado
e já não suporto mais , sentir
que um dia as lágrimas se acabam
Leva-me
até a um momento de serenidade
onde não queiram nada de mim
tenho medo de um dia ao olhar o espelho
ver-me e não ser nada

Borealis in Aurora

(foto tirada com o meu telemovel :)

31 comentários:

Alfazema Azul disse...

Voltei para falar das minhas gentes, da minha terra, das memórias vivas e reais que perduram na minha alma e no meu coração.

Beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

tambem penso assim...algumas vezes...

a foto ficou impecavel.

beij

Pedro Branco disse...

Podem as lágrimas secar se são o rio que os nossos olhos entregam ao presente?
Posso eu esquecer a dor se a cada beijo sinto o perfume do teu sangue quente?
Posso eu saber do reflexo de mim na ondulação se as marés são eternamente?
Posso descansar um dia sem ter de me ir embora na inquietação dum poema ausente?
Posso respirar?
Cantar?
Sonhar?
Chegar...?

Jorge P.G disse...

Gostei muito da foto!

O poema é uma súplica.

Um abraço do Jorge Sineiro.

Graça Pires disse...

É bom ir sem destino, para fugir da rotina...
Um brijo.

Coragem disse...

Foto muito bela...

Quantas vezes damos por nós, a dirigir palavras estranhas, para outros, mas com tanto sentido para nós.
à nossa imagem ao nosso proprio eu, é aquilo que pensamos em voz alta.

Beijo

mundo azul disse...

O poema é muito bonito!

A foto está ótima!


Beijos de luz e o meu carinho...

Verónica disse...

Todos nós ansiamos conhecer alguém,alguém muito especial que nos faça SONHAR!O amor quando nasce é para todos, tal como o sol!
Bonita foto.

Bonecas da Filó disse...

Obrigada pela visitinha, tudo de bom beijinhoss!!

Jorge P.G disse...

Passo e deixo um abraço.

Jorge P.G.

tb disse...

É tão bom voltar e que palavras e imagem. Estás uma artista :)********+

moriana disse...

lindos, o poema e a foto!
:)

bjs.

brisa de palavras disse...

Tb gostava de ir...
um abraço
brisa de palavras

Shadow disse...

Ai que tive vontade de roubar esta foto! Está fantástica!!!

Bjs
Shadow

Aninha disse...

Eh pah.. essa foto ta mesmo gira. :P . não desfazendo do texto esta claro... Mas também.. vindo de quem vem, outra coisa não seria de esperar =) beijinho

Cátia disse...

gostei do blog!é muito bonito!
gostei igualmente da foto... ficou lindissima!
bj

Fernando Rodrigues disse...

Bom trabalho, adorei a foto ta fantastica

bjus

Fernando

Fernando Rozano disse...

o espelho, sempre verdadeiro, às vezes implacável, é o reflexo de tudo. poema rico e denso. meu abraço.

blueminerva disse...

As suas palavras são um transe... fantástico.

beijocas

Bárbara disse...

Tua pele branca. polpa de framboesa
firmamento e lua. estranha beleza
repleta de falsos pudores. cada sorriso
preso no espartilho. o teu seio amoroso...

Lena disse...

Excelente texto com excelente foto!!

Parabens!!

(Eu sinto esse medo...)

Fernando Santos (Chana) disse...

Cara amiga, belo poema...Bela fotografia...Espectacular...
Beijo

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGAL

Olá!

Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo.

Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… pelo menos que eu desse com isso… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que, bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano.

Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

www.travessadoferreira.blogspot.com
ferreihenrique@gmail.com

Estou a implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os Países fraternalmente ligados – Portugal e Brasil. E outros PALOP e etc…
Se me enviares o teu IMEILE, poderei enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me que eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior). Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos

– Desculpa por este comentário ser tão comprido e chato. Como a espada do D. Afonso Henriques…
- Já conheces o me(a)u «Morte na Picada» que acima menciono? Há quem diga que é muito bom. E até que é o melhor que se escreveu em Portugal sobre o tema. Dizem… Obviamente que não sou eu a dizê-lo… Só faltava… E também há quem tenha escrito que é SANGUE & SEXO… Malandrecos… Pelo sim, pelo não, compra-o.
Depois de o leres, se, por singular acaso, tiveres gostado dele, terás de comprar muitíssimos mais exemplares. São excelentes prendas de aniversários, casamentos, divórcios, baptizados, e datas como Natais, Carnavais, Anos Novos, Páscoas, Pentecostes, vinte e cincos de Abris, cincos de Outubro, dezes de Junhos. Até para funerais. Oferecer o «Morte» na morte fica bem em qualquer velório que se preze. E, além disso, recomenda-o, publicita-o, propagandeia-o, impinge-o aos Amigos, conhecidos, desconhecidos & outros, SARL. Os euros estão tão raros e... caros...
++++++++++++
A editora da obra é a Via Occidentalis (occidentalis@netcabo.pt) cujo site é www.via-occidentalis.blogs.sapo.pt. Neste blogue podem ser consultados mais dados sobre o livro, cujo preço de capa é € 14,70. ATENÇÃO: Pode ser comprado pela Internet.
++++++++++++
NOTA IMPORTANTE: Este texto de apreciação e informação é similar em todos os casos em que o utilizo. Digo isto, para quem não surjam dúvidas ou suspeitas sobre a repetição em diferentes blogues. E para que ninguém se sinta ludibriado – ou ofendido… Há feitios que… Mas, sublinho, apenas o uso quando o entendo, isto é, quando gosto mesmo dos que visito. Nos outros onde também vou, se não gosto, saio sem comentários. Há muitos mais. Aqui na terrinha diz-se que «se não gostas, põe na beirinha do prato…»

O Profeta disse...

Pleno de...profundidade...


Doce beijo

Perla disse...

Peço-te
sonha as paisagens
e voa sempre mais para além do sonho!
E um dia, ao olhares o espelho, verás um lindo sorriso de felicidade!

Bjs

Nilson Barcelli disse...

Sabes o que me apetecia responder?
"Vem,
Que ao chegar sinto vontade de partir,
Daqui de longe, para o calor da tua pele,
Salgada tez que o nosso mar quer florir.
.....
Despe-te,
Sente a tua carne rubra, devagar,
Saboreia essa vontade de partir
E de chegar sem intenção de regressar.
"

Não sei se Borealis in Aurora é a Parapeito ou não...
De qualquer modo o poema é excelente.
A foto é um mimo. Tens jeito...
O poema de baixo (Tu pobre) é soberbo. Gostei imenso.
Beijinhos.

Paradoxos disse...

e fica a vida entre parábolas!!

abraços fraternos

Carla disse...

doloroso...quando o nada nos responde
beijos

kris disse...

Gosto muito da foto e das palavras.do Blogue também...passarei por cá mais vezes.

beijinho

Å®t Øf £övë disse...

Bonita a poesia, mas gostei ainda mais da foto por ter sido tirada do teu telemóvel. Posso perguntar-te onde foste desencantar esse click?
Bjs.

José A. Vaz disse...

venho retribuir a visita e dizer que gosto das palavras que destilam leite e mel como a terra prometida. gosto de fotografia e esta deixa-me extasiado. tem um je ne sais quoi! au revoir