quinta-feira, 27 de março de 2008

Noggat


Meu velho noggat
hoje deixei de ter quem
me fazia concorrência com o azul
dos olhos.
Bom amigo vai custar me muito a tua
ausência
Esse teu modo arrogante mas no fundo
meigo
Esse teu olhar indiferente mas que me
procurava sempre
Continua a ganhar o azul dos teus olhos
porque hoje os meus estão vermelhos.

No paraiso dos gatos vais ser rei*

maria teresa

(foto Sara)

3 comentários:

Ana disse...

:,( eu sabia que, apesar de não termos falado, ías pôr aqui, aquilo que eu também sinto. *

Nuno disse...

Noggat

Gato amigo, tu transbordaste palavras sentidas
Deixaste marcas no teu caminho
Que darão luz ás nossas vidas
O teu tempo terminou
Outros virão
Por entre nuvens irás planar
Serás vento que não sinto
Talvez chuva que não molha
Serás luz que ilumina
Ou a sombra que ninguém olha
Não queres lágrimas desgostosas
Sei bem que viveste a vida e foste feliz…

Gato_malvado
Outro gato amigo tb sentido.

kris disse...

:(( a perca dum animal de estimação é tão dolorosa:((