domingo, 31 de julho de 2011

E de novo a armadilha dos abraços**



E de novo a armadilha dos abraços.
E de novo o enredo das delícias.
O rouco da garganta, os pés descalços
a pele alucinada de carícias.
As preces, os segredos, as risadas
no altar esplendoroso das ofertas.
De novo beijo a beijo as madrugadas
de novo seio a seio as descobertas.
Alcandorada no teu corpo imenso
teço um colar de gritos e silêncios
a ecoar no som dos precipícios.
E tudo o que me dás eu te devolvo.
E fazemos de novo, sempre novo
o amor total dos deuses e dos bichos.
*
Rosa Lobato Faria

imagem net

18 comentários:

Maria disse...

Que belo soneto de Rosa L. Faria!
Apetece ficar a ler e a reler...

Noite tranquila para ti.
Um abraço.

Pensador disse...

Deliciosa armadilha, a dos abraços...
Beijo!

Lilá(s) disse...

Gosto dessa armadilha...
Bjs

João de Sousa Teixeira disse...

POEMA DE DENTRO

Só quem não conhece a solidão completa,
quem não sabe o valor do eco,
de um não humano ou de um sim armadilhado,
é que pode sorrir sem saber o que vale um sorriso,
respirar sem sentir a brisa devotar os pulmões
e expelir a besta que oprime os brônquios oxigenados

Beijinho
João

Graça Pires disse...

A Rosa Lobato Faria escrevia com imensa sensibilidade. Gostei muito desta "armadilha dos abraços".
Beijos.

aflores disse...

Eu adorei esta armadilha.

;)

Tudo de bom.

Pedrasnuas disse...

Essa armadilha é onde todos querem cair...seja de cabeça ..seja pelos pés...mas nem todos sabem onde procurar e nem todos sabem manter...;)

Beijo sem armadilhas Parapeito

Obrigada pelos comentários

Eduardo Aleixo disse...

Rosa Lobato Faria deixou-nos as saudades e este poema de amor intenso, que é lindo.
E eu deixo-te um beijo com desejos de boas férias com crícias brisantes de bosque.

Nuno disse...

Os abraços são totalmente naturais, principalmente os que vem do coração.
Não contém conservantes,
ingredientes artificiais :)

bj e um abraço armadilhado*

;P

mfc disse...

.. dos deuses e dos bichos!!
Lindíssimo!

jardinsdeLaura disse...

Lindíssimo poema! Excelente escolha! Não conhecia e por isso lhe agradeço ainda mais a partilha... Obrigada!

Eduardo Aleixo disse...

Passei pelo bosque e senti a brisa. Um beijo

N. Barcelli disse...

Gosto dos poemas da Rosa Lobato Faria, mas tenho saudade dos teus poemas...
Querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

valquiria silveira disse...

Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

João Esteves disse...

Para mim, foi bom ter-lhe vindo cá ao Parapeito e lido este poema, belo.

Baila sem peso disse...

E de novo aqui no teu espaço
para levar "aquele" abraço
que colhe amizade
e espalha brisa serena
e é tão fofinho como linda pena!

brisas suaves pa ti nina*

Eduardo Aleixo disse...

Passei pelo bosque , senti a brisa e não vi lobos nem lobas.

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela poesia...Espectacular....
Cumprimentos