domingo, 18 de julho de 2010

Diz-me**




Diz-me quando voltas.
O caminho é tão duro, tão sombrio,
sem a tua companhia...
Preciso de ti
para que o sol volte a nascer entre os meus olhos.

*
maria loBos
*
foto(olhos meus)
*
Brisas doces *****


23 comentários:

Vivian disse...

...enquanto segues a espera
do sol,
fique feliz tbm com estes teus
olhos de mar...

lindos de viver!

bjbj, querida!

Nilson Barcelli disse...

Belos olhos, querida amiga.
Nem precisam de sol... pois eles são o próprio sol.
Boa semana. Beijos.

Maria disse...

Não vai tardar. Ninguém resiste a uns olhos com mar lá dentro...

Um abraço.

Nuno disse...

É no horizonte que o sol se deita cansado, mas é na brisa doce que ele acorda no canto do teu sorriso que lhe dá forças para que todos os dias caminhe e descanse de novo no teu azul*


Abraço azul*

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá amiga bom dia:

Por aqui afastado mas não esquecido, pois vejo que o espaço de postura também é um pouco distante, o tempo por certo que não o permite mas, melhor é o não esquecimento.

Quando nos olhos se revêem os sentimentos da alma, eis que aqui o poema nos diz:

Preciso de ti para que o sol volte a nascer entre os meus olhos.

Bela escolha que é como uma lufada de ar fresco neste Verão tão quente.

Bjos, felicidades e Brisas Mansas.

Maria de Fátima disse...

Olá Maria, lindos olhos azuis.Beijocas e tudo de bom e de bem para ti e para os teus.

ErikaH Azzevedo disse...

Tens olhos de céu mesmo qdo tefalta o sol que o fazem brilhar.

As esperas podem ser frias qdo esquecemos de acender o nosso sol de dentro, não te esqueças.

Primeira visita minha a ti, deixo-te um beijo.

Erikah

Pedrasnuas disse...

QUIÇA O VIAJANTE ESTÁ DISTANTE DE CASA E ESPERA QUE ESSAS LANTERNAS MÁGICAS ILUMINEM O SEU CAMINHO DE VOLTA...PRECISAS DELE PARA QUE OS TEUS OLHOS TRISTES VOLTEM A BRILHAR E ELE PRECISA DESSA LUZ PARA REGRESSAR...NÃO MURCHES AGORA...ÉS A FONTE...

TEMOS A MESMA COR NOS OLHOS...:)

OBRIGADA PELOS COMENTÁRIOS

BEIJINHOS E SÊ FELIZ

mundo azul disse...

_________________________________


...seus olhos tem luz própria!


Beijos de luz e o meu carinho...


___________________________________

Graça Pires disse...

Ao ler o teu lindo poema, lembrei-me daquele texto do "Principezinho" (se não estou enganada" "Diz-me quando voltas para eu saber a que horas comece a enfeitar o coração".
Um grande beijo, minha amiga.

lady-of-smile disse...

Nao sei a que horas volto, sabes pq ? Pq nunca me irei afastar de ti e n estás num caminho sombrio pq os teus olhos e a tua bondade iluminam.te.
Amo.te :)

Carlos Gonçalves disse...

Querida, obrigado pela tua passagem pelo meu cantinho, adorei os comentários que dedicaste aos meus textos. Tu, tal como eu, fazes poucas publicações, mas as que fazes são de qualidade. Este poema 'diz-me', diz-me tantas coisas, em tão poucas palavras, os amores sombrios, as paixões ausentes... Mas, sim, o sol nasce todos os dias, mesmo que, por vezes, eu sinta que me trás a noite no amanhecer.
Beijo, querida, que te envio no perfume da brisa daquelas serras.
Carlos

Daniel Costa disse...

Maria

Belo pensamento poético, confesso que gostei.
Abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

saber esperar é um gran de meio de conseguir, e quem resiste a esse olhar?!!

beij

Carmo disse...

Não são necessárias palavras esses olhos dizem tudo...
Beijinho
Bom fim de semana

L disse...

Agora que é Verão, já nada é tão sombrio.
Que olhos lindos :)

© Piedade Araújo Sol disse...

:):):):)

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Maria, belos olhos azuis...Espectacular....
Cumprimentos

F Nando disse...

Trazes o mar nos olhos e as palavras do coração
Bjs

Secreta disse...

Que regresse rápido, para te iluminar o caminho.

Pedro Branco disse...

Atira-me os meus olhos outra vez
Mostra-me as rugas que o tempo me devolveu
És reflexo nas memórias de um vento meu
És pedaço de sangue perdido num amor que ainda não se fez
Grita-me as malhas desta corrente que grita
Espero-te n inquietação dos labirintos de mim
E sei que cairei no teu corpo por fim
No dia em que se abrir a porta interdita...

cabindês disse...

Goataria de a tratar pelo seu verdadeiro nome para lhe dizer quanto lhe estou grato pelo elogio que me faz aos meus escritos. Porém, os seus versos são mais belos e contêm um perfume que me toca particularmente porque me identifico muito com a sua maneira de exprimir o que lhe vai na alma. Acho que ambos estamos revoltados com a sociedade que nos rodeia, cruel e agressiva e que não podemos corrigir. Continue a escrever para si e para mim. Também pode ter acesso ao twitterpara ler mais umas coisas minhas: digite: twitter.com/ruyserrano
O meu mai é: ruy.mhserrano@netcabo.pt
ou,
rui.mhserrano@gmail.com

joão marinheiro disse...

Azul, são olhos com mar dentro?