quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Reflexão


O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse.
- Qual é o gosto? – perguntou o Mestre.
- Ruim – disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e fossem a um lago.
Os dois caminharam em silêncio e quando chegaram o jovem lançou o sal no lago.
Então o velho Mestre disse:
- Beba um pouco dessa água. Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:
- Qual é o gosto?
- Bom! disse o rapaz.
- Você sente o gosto do sal? perguntou o Mestre.
- Não disse o jovem.
O Mestre então, sentou-se ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
- A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de Ser copo para tornar-se um Lago.
*
(Pensamento Zen-Budista)
(foto Açores)
*
Brisas doces :) daquelas que engordam a alma ****

24 comentários:

Lídia Borges disse...

É uma ideia que temos de cultivar para melhor encararmos as contrariedades e tristezas em que vamos tropeçando.

Muito bonito!

Um beijinhos

Rosy disse...

boa noite..
obrigada por seguir meu espaço.
esta aqui uma boa reflexao mesmo.. pois temos sempre a tendencia de nos concentrar no k esta mal e sermos negativos, quando á nossa volta há muita coisa boa.
é uma boa mensagem realmente.
beijinhos :)

L disse...

Budismo zen e Açores têm tudo a ver; mesmo!

Charlotte disse...

Que bela mensagem esta!

Realmente como perdemos tanto tempo com as coisas más que acontecem na nossa vida e deixamos para segundo plano o que temos de bom.
Devemos ver sempre o lado bom da vida, pois só assim conseguimos ser mais felizes e realizados!

Beijinhos

soli-arte disse...

Bonita mensagem.
Cada vez mais temos de valorizar as coisas boas da vida, mesmo a que achemos menos doces (mais amargas), pois também elas são ensinamentos .Temos é de aprender com eles.
beijos Ruim
Teresa

Maria, Simplesmente disse...

Maravilha de pensamento!
Mas um pouco difícil...
Maria

tb disse...

Não é à toa que o mestre é chamado de mestre... :) Bons mestres, precisam-se urgentemente!:)
A foto só podia ser dos Açores.:)
O texto, está um bocado abrasileirado no português. A reflexão, vale por si.
E eu gosto de ti :)*******
brisas a enrugar levemente a paisagem que se abre aos nossos olhos. :)

Pedrasnuas disse...

OS PENSAMENTOS BUDISTAS SÃO UM MANANCIAL DE ENSINAMENTOS...INTERESSANTE!!!

BRISA MANSAS

Maria disse...

Pode ser que seja. Não sei.
Mas se for, é tão difícil...

Bom domingo
:)

Graça Pires disse...

Que bela mensagem. Para meditar e reter. Obrigada e um beijo.

Eli disse...

Que soprem as brisas que atenuam o sal...

:)

Uma estrela errante disse...

Olá beleza,

Bela reflexao..aprendamos acultivar a grandeza da simplicidade...

Beijinhos carinhosos

Isa

Å®t Øf £övë disse...

...e como eu tantas vezes não me consigo deixar de sentir um pequeno copo de shots, quando queria ser um enorme lago!!!
Bjo.

Andreia disse...

Tenho saudades do verde dos Açores... *

Eli disse...

psiu

Rosy disse...

Ola.
Mais uma vez agradeco sua assiduidade no meu espaço e lhe ofereço tambem mais um dos meus desafios do meu blog. Passe pelo meu blog, espero que goste.

beijinhos

Vieira Calado disse...

Grandes pensadores

esses budistas...

bjs

Bruno Lopes disse...

É uma bonita passagem com uma mensagem muito importante, e neste momento perceba o quanto essa mensagem pode significar e com a qual teremos de aprender a lidar com a dor e a supera-la. Espero tudo de bom para ti e para a tua familia. E que nao haja esse tipo de dor para ti nem para os que mais amas. Um grande beijo deste amigo.

Secreta disse...

É um bom conselho , sem dúvida... mas muito muito dificil de seguir!

Gonçalo disse...

Bom dia

muito obrigado pela tua visita ao meu cantinho.....

e como me descobriste?? tens email?

beijos e bom fim de semana

António Gallobar disse...

Muitos parabens por este blog maravilhoso, cheio de ensinamentos, estou a adorar, vou ficar um pouc0o mais, relativamente a este tema é sem duvida uma lição fantastica . Muitos parabens

Graça Pires disse...

Obrigada por teres estado na minha festa e teres partilhado comigo aqueles momentos de cumplicidade.
Um beijo para ti e para a menina linda que te acompanhava.

Gonçalo disse...

olá
Só hoje tive tempo de te ler....e sem duvida, uma blog fantastico

parabens por este cantinho

e que tenhas uma boa semana

Gonçalo

neo-orkuteiro disse...

Saber desta sabedoria sempre ajuda, já que alguma coisa doendo nalgum momento nunca é coisa totalmente estranha a vivente nenhum, até onde se saiba.
Muito bom esse compartilhamento. Tentarei também ser lago em vez de copo d'água daqui por diante.