terça-feira, 17 de março de 2015

Esperança

No canteiro , os chorões fecham-se devagarinho, embalados pela musica que foge da velha casa.
O sol já adormeceu, e as sombras do ocaso abraçam os muros caídos e as veredas esquecidas.
O murmúrio da terra apaga-se devagar ... e nada acontece. Só a música teima, só a música rasga o silêncio, 
só ela empurra o tempo, só ela insiste, e permanece,
porque ela é o eco da Esperança.

maria loBos ***

20 comentários:

Nanda Assis disse...

que lindo!!! Senti até o cheiro da relva molhada.

bjoss...

heretico disse...

musica, respiração do tempo.

Graça Pires disse...

A música :matizes de luz cercando o silêncio...
Um beijo, amiga.

Fá menor disse...

Que a música faça sempre parte do eco dos nossos passos.

Bjins

Duarte disse...

Aqui em casa os chorões estão radiantes de cor e de brilho, e duram!
Beleza no teu dizer que me inspira a seguir. Sim, porque flores e música estão destinadas a entender-se, pelo menos no meu terraço, será por isso que estão tão lindas! Pode que seja.
Abraços de vida

Vieira Calado disse...

Muito bonito, o seu poema!
Tenha um bom fim de semana... com os chorões... a abrir!
Saudações poéticas!

Eduardo Aleixo disse...

Poema lindo.
A música é a alma que fala através das pedras
e afaga carícias nos chorões que se fecham como num sonho
cheio de lembranças
que não morrem...
--------
Beijinhos.

SOL da Esteva disse...

Belo, este teu Poema. Parabéns, Maria.

Santa e Feliz Páscoa.

Beijos



SOL

Vivian disse...

...poema maravilhoso como
tudo que vem de tí!

poeta querida,


especialmente neste dia, vim
desejar à você e a todos os
seus, uma feliz Páscoa...que
o renascimento do Cristo seja
para todos nós, eternas bençãos
do céu, e que estas sejam
luzes para nossos caminhos!


beijos meus!

Graça Pires disse...

Uma Páscoa cheia de conforto para vocês.
Beijo.

tb disse...

As memórias ecos dos silêncios.
Um beijinho, amiga.

AC disse...

Há que porfiar, sempre, a esperança é eterna bandeira.

Um beijinho :)

Vieira Calado disse...

Um belo poema!
que seríamos nós sem a música!...

Saudações poéticas!

Eduardo Aleixo disse...

Ola' passei para ver novidades....bji

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Onde a esperança
canta sua canção de vida,
o mundo se inspira,
se alegra
e se transforma...

___________________________________


Gostaria de convidá-la a visitar o meu outro blog
www.semvoceeunaoseria.blogspot.com.br

Nele estou publicando textos inspirados em músicas.
Projeto de um livro para acordar sentimentos.

Se puder, escute a música, leia o poema
e deixe sua valiosa opinião.
Amigos sabem ler nossas entrelinhas,
e muitas vezes nos veem melhor do que
realmente somos.

Aluísio Cavalcante Jr.

Jaime Portela disse...

Maria, há muito tempo que gosto da sua poesia e do seu blogue (e das brisas doces...).
Por isso, estou certo que vou continuar a passar por aqui muitas vezes.
Mas tem que publicar com maior frequência...
Bom fim de semana.
Saudações poéticas.

joão marinheiro disse...

Só a musica mesmo...
espécie de murmúrios da natureza aflita nos dias de hoje
só a musica liberta o grito oprimido no peito
e rompe as barreiras...

abraço em sons de Africa...

Graça Pires disse...

Obrigada pelo carinho. Quando um novo post?
Um beijo cheio de "brisas doces"

Jaime Portela disse...

Vim à procura das suas brisas poéticas.
Veja lá se escreve, porque a sua poesia não pode ficar na gaveta...
Maria Lobos, tenha um bom resto de semana.
Abraço com "brisas doces"...

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita
Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido
também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
Sou António Batalha.